Experiência de vida: Um dia, atleta; posteriormente, universitária. Mas hoje, professora de basquete.

Por Marcos Escrivani.

Com uma vida dedicada a modalidade esportiva, Márcia Viola Arana, 56 anos, natural de Itapira, dedica-se na atualidade a ensinar basquete para jovens de ambos os sexos (de 6 a 18 anos) na escola de basquete Meneghelli, no ginásio de esportes Clube dos Bancários.

Formada em Química e Educação Física, quando atleta, Márcia dedicou-se 20 anos ao basquete e defendeu equipes de sua cidade natal, onde iniciou a prática da modalidade esportiva, Piracicaba, Jundiaí e São Carlos. Entre outras.

“Era ala/armadora e durante minha carreira tive a felicidade de comemorar títulos paulista, dos Jogos Regionais e Abertos do Interior”, lembrou. “Estou realizada como atleta. O basquete é minha vida. Me transformou como pessoa”, disse. “Estudava na USP e nunca parei de jogar. Conciliei o esporte e a educação. Não atrapalhou em nada”, disse, salientando que um dia teve que parar de jogar, pois teve que trabalhar. “Tinha 27 anos. Era Química e não dava para treinar em alto rendimento. Mas nunca me afastei do basquete. Treinava, competia de forma amadora”.

Durante 10 anos Márcia atuou profissionalmente como Química. Aos 37 anos, o basquete falou mais alto e decidiu estudar novamente. Mas Educação Física e com 41 anos formou-se. Foi quando iniciou as atividades como professora na Escola de Basquete Meneghelli. “Sou do esporte, está no meu sangue”, justificou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

REALIZADA

Márcia garante que hoje é uma pessoa realizada. Como ex-atleta e agora, professora. E, para ela, o esporte é tudo na vida de uma criança e de um jovem. “O pai tem que entender que uma atividade física é fundamental para um filho. Tem que investir no futuro do filho. Tenho um exemplo em casa (é mãe de Camila Arana, hoje na França). É uma mulher que se formou na quadra e estudou. É tudo que eu pedi a Deus. Uma cidadã exemplar”, disse. “Praticar uma modalidade esportiva, contribui para a formação do jovem.

AGORA, PROFESSORA

Hoje Márcia é uma professora habilitada pela metodologia NBA Basketball School e recentemente participou de um treinamento ao lado de Nivaldo Carlos Meneghelli Júnior na capital paulista. Assim, procura ensinar todos os fundamentos da modalidade para seus alunos (de 6 a 18 anos).

“Passo para meus alunos ainda outros ensinamentos. Nunca desistir nunca e lutar por suas metas. Mas estudar sempre. A vida no esporte é curta e é necessário tem uma formação profissional. Assim, procuro fazer com que cada jovem respeite o esporte, seja educado e se forme um cidadão”, complementou.