O presidente da Câmara Municipal de São Carlos, vereador Lucão Fernandes (MDB), visitou as obras do Centro Cirúrgico, da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e da Central de Material Esterilizado, do Hospital Universitário (HU) “Dr. Horácio Carlos Panepucci”. O hospital é unidade acadêmica da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Lucão foi recepcionado pelo gerente administrativo, Gilberto Taboga; pela chefe de Divisão do Cuidado, Meliza Goi Roscani; pela chefe do Setor de Regulação e Avaliação em Saúde, Juliana Ranalli Rinaldi; pelo gerente de Atenção a Saúde Substituto, Dr. Rodrigo Alves Ferreira e pelo chefe do Setor de Apoio à Gestão e Atenção à Saúde, Dr. Hugo Tadeu Amaral.

Com término previsto para dezembro desse ano, as obras do centro cirúrgico contemplam a construção de 05 salas de operação e 01 sala de recuperação pós-anestésica; mais 10 leitos de internação adulto na UTI; e a construção de uma central de material esterilizado.

De acordo com Taboga, estão sendo investidos recursos na ordem de aproximadamente R$ 9 milhões, oriundos do Programa Rehuf (Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais, do Ministério da Educação, e mais R$ 15 milhões em equipamentos, cujo repasse foi aprovado pelo Legislativo São-carlense.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Todos sabem que tenho cobrado muito o atendimento de portas abertas aqui nesta unidade de Saúde e, recentemente, fui convidado para vir conhecer a estrutura que o HU oferece e o número de atendimentos que vem realizando”, comentou Lucão Fernandes ressaltando que muito do que lhe foi apresentado, ele não tinha conhecimento. “As informações não chegam por completo. Por este motivo, fiz questão de atender ao convite e vir conhecer este hospital que, embora federalizado, é um local público, ou seja, recebe recursos públicos”, destacou.

Lucão também conheceu outros projetos e serviços que, atualmente, são realizados pelo HU. Entre eles, o programa Acolher, destinado ao atendimento de pessoas em situação de rua e também de abrigos, asilos e casas de repouso, que estejam sob gestão específica ou em parceria com as secretarias municipais de Cidadania e Assistência Social ou da Saúde, que necessitem de uma atenção mais especializada. “Esse atendimento iniciou no dia 03 de julho, realizando oito consultas todas as quartas-feiras, sendo quatro pré-agendados e quatro em caráter de urgência encaminhadas através do Consultório de Rua, que oferece atendimentos às quartas de manhã, próximo do Terminal Rodoviário”, comentou o presidente do Legislativo.

Há cerca de um mês, o Hospital Universitário passou a realizar pequenos procedimentos cirúrgicos em geral, com anestesia local. Esses procedimentos são executados pelo cirurgião geral Dr. Luiz Fabrício. Além disso, também são feitas biopsias e cirurgias dermatológicas [cânceres de pele].

Lucão também foi informado que o HU possui contato direto com as Unidades de Pronto Atendimento e a Santa Casa de Misericórdia da cidade para “acudir” em casos de atendimentos pediátricos. “Ficamos sabemos que, muitas vezes, quando há falta de médicos pediatras nesses unidades, os próprios enfermeiros entram em contato com o hospital e encaminham as crianças para cá”, disse.

Atualmente, o hospital possui uma estrutura de 54 leitos de internação, sendo 08 para psiquiatria; 12 pediatria, 32 adulto e 02 de isolamento; 08 leitos de observação do Pronto Atendimento, sendo 04 para adultos e mais 04 infantil; 06 leitos em sala vermelha para pacientes que aguardam vaga de UTI (04 adulto e 02 pediatria); 13 consultórios ambulatoriais, que atende 17 especialidades diferentes, com oferta de 1.444 consultas por mês.

O HU possui 23 médicos pediatras, 25 médicos que atendem adulto (clínica médica e outras especialidades), 03 médicos psiquiatras e 09 médicos de radiologia e ultrassonografia.

Os diretores também apresentaram os números de atendimentos realizados entre março e maio de 2019: cerca de 9100 exames de imagem realizados e mais 8200 consultas no pronto atendimento.

“Muito importante a nossa visita, pois não tínhamos conhecimento de muitos dados que nos foram apresentados. Seguiremos lutando pela melhoria do atendimento à Saúde da nossa população são-carlense”, finalizou Lucão Fernandes.